As 400 inscrições colocadas novamente à disposição para o “Eu Posso”, na manhã desta quinta-feira (28), esgotaram-se em apenas 41 minutos. O programa promovido pela prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest), liberou as vagas para, a partir delas, contemplar 200 empreendedores – seja Pessoa Física ou Jurídica – com microcréditos de até R$5 mil. Quem garantiu a inscrição, agora tem até a sexta-feira, 5 de novembro, para anexar a documentação completa exigida em edital. As vagas disponibilizadas foram resultantes do número de indeferimentos ocorridos nas inscrições realizadas no último dia 14, quando o programa abriu o edital com 500 vagas. “Várias pessoas não cumpriram com os requisitos dentro dos prazos estipulados como, por exemplo, a apresentação dos documentos. Diante das vagas ociosas, decidimos reabri-las”, explicou Vaulene Rodrigues, secretária de desenvolvimento econômico e trabalho. Durante toda a manhã desta quinta, a equipe técnica da Sedest esteve a postos para garantir a fluidez das inscrições, que aconteceram exclusivamente pela internet, no endereço euposso.joaopessoa.pb.gov.br. Cinco minutos antes do início do processo, o site já somava aproximadamente 680 usuários on-line. Dez minutos depois, o número dobrou. Cerca de 60% dos acessos aconteceram por meio de celulares. Quando o sistema foi liberado, o procedimento transcorreu em ritmo acelerado. Priscilla Mendonça, coordenadora do Eu Posso, explicou que os inscritos precisam ficar bastante atentos ao edital, para prosseguirem para as próximas etapas do programa. Neste momento, segundo ela, o foco total é na documentação, devido ao prazo. “Inclusive, se o candidato tiver qualquer débito junto à Receita Municipal, ele deve ajustar a pendência o quanto antes, para anexar o comprovante de pagamento e a certidão atual. A falta de qualquer item exigido acarretará em eliminação”, orientou. INVESTIMENTO – O Eu Posso envolve um montante total de R$12 milhões em recursos, que serão concedidos ao longo de seis editais. Para Pessoa Física, o microcrédito pode chegar a R$3 mil. Já para Pessoa Jurídica, o teto é de R$5 mil. Os valores serão definidos com base na análise dos planos de negócios. Vaulene Rodrigues reforçou que este é apenas o primeiro edital do programa. “Então, quem não conseguiu se inscrever neste momento terá outras oportunidades no próximo ano. O importante é não desistir”, disse. LISTA– Após o período determinado para o anexo dos documentos, as inscrições serão avaliadas, a fim de identificar as que estão aptas e as que, por ventura, não cumprem o edital. Com essas definições, a lista de empreendedores classificados e indeferidos será publicada no site do Eu Posso. ETAPAS – Muito mais do que conceder microcrédito, o programa se preocupa com a viabilidade dos projetos e com a capacitação dos empreendedores. Por isso, ele foi desenhado em seis etapas obrigatórias: inscrição, capacitação, plano de negócios, análise de crédito, entrega do certificado do programa (CEM) e, finalmente, a concessão do crédito. A pessoa contemplada segue sendo acompanhada por uma equipe de consultores no pós-crédito.